quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Perfume




Processo de produção do Perfume

O perfume é uma mistura de óleos essenciais aromáticos, alcóol, água, corantes, fixadores animais, vegetais e artificiais utilizado para provocar um agradável e duradouro aroma a diferentes objectos, principalmente, ao corpo humano.


Procedimento da produção do perfume:

Tudo começa quando o fabricante do perfume detém as marcas encontradas no mercado.


No seu sector de pesquisa, o fabricante do perfume detecta as necessidades e as tendências, e elabora um catálogo para a casa da perfumaria, que vai desenvolver a fragrância.


Em seguida o fabricante do produto imagina os elementos e o efeito das suas misturas e quantidades. Depois cria a fórmula que é testada inúmeras vezes, é um trabalho de muitas possibilidades, porque quase tudo o que tem cheiro pode tornar-se perfume.


O modo de preparação dos diversos tipos de perfume, pode-se adquirir das chamadas essências, dissolvendo-as em álcool ou fazendo uma solução alcoólica de concentração desejada directamente com os princípios aromáticos ou fixadores, sob a forma de óleos essenciais. Os extratos ou águas de colónia são soluções alcoólicas dessas essências dos princípios aromáticos.


Os princípios Aromáticos: São colocados na proporção de 2% a 10% e esta, justa é determinada pela intensidade de cheiro do principio aromático (perfumes suaves, fortes, intensos) pela concentração do princípio aromático (óleo essencial, essência), pelo tipo de produto que se pretende preparar e pela classe do produto (artigo fino ou usual).


Os princípios Fixadores: São utilizados na proporção que varia entre 0,1%e 0,5% e necessitam de ter algumas qualidades, tais como: serem completamente dissolvidos em álcool mas também nos princípios aromáticos, serem colocados numa concentração adequada, não terem cheiro que prejudique os principios aromáticos e por fim serem incolores ou pouco coloridos.


Os princípios Solventes: São utilizados em proporções que se completam por 100% com a percentagem dos princípios aromáticos e fixadores. O álcool etílico, geralmente usado como solvente, precisa de obedecer a certas condições, tais como: ser puro e rectificado, ter uma concentração adequada, usualmente de 90º a 95º e ser incolor e sem cheiro. A água utilizada como solvente, deve ser destilada do processo de extracção com vapor.


Uma vez decidida a combinação dos princípios aromáticos e dos princípios fixadores, processa-se a dissolução a frio, com o álcool na concentração adequada. A solução deverá ser agitada e guardada num lugar fresco e sem muita claridade.


A fabricação de perfumes é complicada, pois neste caso o futuro trabalhador deve ter um conhecimento perspicaz do ramo.







Filipa Figueiras nº11 10ºD

2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado me ajudou muito

Anónimo disse...

:D